Reunião de Cidadãos da freguesia de São Cipriano

12 de outubro de 2012

"Somos pela continuação das nossas freguesias, somos pela continuação do nosso Tribunal, porque queremos ser tratados com igualdade e equidade"

No dia 12 de outubro, no Auditório Municipal de São Cipriano, teve lugar uma sessão de esclarecimento da posição do Município de Resende, pela voz do nosso Presidente, Eng. António Borges, em relação às decisões de fechar o Tribunal de Resende e a reorganização do território com a extinção de freguesias.
A posição do Município, não poderia ser outra que não fosse a posição coerente de defender a população de Resende, como sempre foi a sua postura, estando completamente contra estas medidas. Estas decisões tomadas sem consulta, sem conhecimento das realidades dos Concelhos, sem tomar em consideração as populações, apenas tomadas a lápis sobre um mapa, cortando a direito, suportados em razões que mentem, em números, em motivos inexistentes, esquecendo quem num momento como este mais precisa de apoio e ter por perto quem os apoie.
Nunca como hoje, a população Resendense tem de se manter unida, coesa e combativa sobre o que é de mais essencial à sua própria sobrevivência e soberania, porque terão sempre na linha da frente todo o executivo camarário, liderado pelo nosso Presidente, na defesa dos mais altos interesses dos Resendenses.
Vivemos momentos difíceis, em que a necessidade de fazer correções é evidente, o que não estamos dispostos é a sacrificar, uma vez mais, o Povo Resendense com medidas sem qualquer nexo, castradoras dos seus mais cruciais direitos a uma vida mais digna, das quais não resultará qualquer benefício, pelo contrário, será catastrófico para as famílias e a redução da despesa do Estado com elas apenas se converterá em mais despesa, e a economia real do concelho sofrerá um enorme abalo.
Depois de ano e meio de Governo de coligação, de fracasso em colossal fracasso, de orçamentos retificativos em orçamentos retificativos, em terramotos fiscais, que conseguiram apenas a nobre proeza de empobrecer o Povo, querem com estas medidas tornar ainda mais pobres a população Resendense.
Resende e os Resendenses têm do Município de Resende a constante luta pelos seus direitos até às últimas consequências, e a Concelhia do Partido Socialista aplaude a decisão e junta-se ao executivo em mais esta luta por Resende e pelos Resendenses.
Por Resende, pelos Resendenses, pelo seu Tribunal e pela identidade única das suas Freguesias.

Adicionar comentário

Subscreva as Newsletters
Facebook