Inauguração do Lar de Idosos de S. Martinho de Mouros

António Borges
29 de abril de 2012
Inauguração do Lar de Idosos de S. Martinho de Mouros
Em S. Martinho de Mouros nunca faltamos!
Em S. Martinho de Mouros nunca faltamos!

Hoje foi o dia da inauguração do Lar de Idosos de S. Martinho de Mouros. Estava confirmada a presença do Secretário de Estado da Segurança Social, Marco António Costa.
Em cima da hora foi comunicada a impossibilidade de estar presente, quando estava confirmado há semanas. Acredito que lhe tenha sido impossível. Só que nestes dez anos nunca tal me tinha acontecido.
Espero que nos possa visitar e sobretudo ver a placa que também tem o seu nome.
Senti algum desencanto por essa ausência em muitas pessoas. Temos que compreender.
Mas se fosse com Governos anteriores alguém teria que responder seriamente. Até porque haveria quem maldosamente considera-se uma grande desconsideração à nossa gente. Como eu os conheço!
Em S. Martinho de Mouros esteve já o Primeiro-ministro de Portugal a inaugurar um Centro Escolar. Uma grande honra e um grande gesto para uma grande terra. Não dá para esquecer!

Deixo alguns eixos da minha intervenção e prometo imagens da inauguração proximamente.
O que disse?

- Que vale mais fazer do que dizer!
- Que a obra se deve sobretudo ao António Fonseca, que muitos conhecem por António Vintém.
- Que são importantes parcerias como a firmada pela Irmandade de S. Francisco Xavier, a Camara e o Governo da Republica através do Programa Pares, lançado pelo Ministro Vieira da Silva
- Que o novo equipamento social tem diferentes alcances, na criação de emprego na economia social (são 30 novos postos de trabalho), como investimento de proximidade (foram empregues 1,5 milhões de euros) e em políticas sociais ativas (30 camas e muitos outros utentes no apoio domiciliário)
- Finalmente a importância para a Vila de S. Martinho. Depois da extensão de saúde, do pavilhão, do centro cívico, da requalificação da vila, do centro escolar, agora o lar de idosos.
A seguir será o centro interpretativo da cereja em Vila Verde.
Desde Fernando I de Castela nos tempos da Reconquista , de cognome Fernando Magno, poucas foram as épocas em que se conquistou tanto em S. Martinho de Mouros como nesta última década.

António Borges

S. Martinho de Mouros, 28 de Abril de 2012

Adicionar comentário

Subscreva as Newsletters
Facebook