Comemorar Abril no Feminino

António Borges
25 de abril de 2012
Comemorar Abril no Feminino
Comemorar Abril no Feminino

Comemorar Abril no Feminino

"há praças onde esculpir um lírio
zonas subtis de propagação do azul
gestos sem dono barcos sob as flores
uma canção para ouvir-te chegar"
( Mário Cesariny)

Comemorar Abril no Feminino

"há praças onde esculpir um lírio
zonas subtis de propagação do azul
gestos sem dono barcos sob as flores
uma canção para ouvir-te chegar"
( Mário Cesariny)

Em Resende " Abril no feminino", que também é de Cesariny, iniciou as comemorações do 25 de Abril esta noite.
As canções são as de sempre. Desta vez cantadas só por mulheres.Quem assistiu no nosso Auditório Municipal deve ter sentido uma diferença especial por se tratar de gente jovem, nossa.
Quem não esteve perdeu um grande momento!
Parabéns à Márcia Monteiro, à Daniela Cairrão, à Rute Pinto, à Ana Pinto, à Ana Sofia e a Jennifer Ribeiro.
O acompanhamento musical de Silvério Guedes, Diamantino Nogueira , Carlos Francisco, Vítor Resende e Rogério Pereira só surpreende quem não os conhece.
Quinze canções, entre elas Grandola Vila Morena e Depois do Adeus, ou uma das minhas grandes preferências como a Queda do Império que Vitorino imortalizou.

Resende, 24 de Abril de 2012


Nota- De Mário Cesariny alguém disse " que tinha ardido num incêndio e aquele era o resultado. Esse incêndio era o Portugal da policia de costumes, da censura, da PIDE, do "respeitinho que é bonito"...e que afrontou da maneira mais intensamente livre que se pode: fazendo do seu corpo um lugar tenebroso e cantante, o sítio mais subversivo do universo."

Adicionar comentário

Subscreva as Newsletters
Facebook