A Região e o Mundo - A minha crónica da rádio

António Borges
14 de abril de 2012
A Região e o Mundo - A minha crónica da rádio
Hoje é dia da minha crónica radiofónica. Sempre às sextas feiras na Emissora de Resende e com alguma menor regularidade na Montemuro. Coincidiram!
A Região e o Mundo - A minha crónica da rádio

Hoje é dia da minha crónica radiofónica. Sempre às sextas feiras na Emissora de Resende e com alguma menor regularidade na Montemuro. Coincidiram!
Um tema nacional ou geral e outro mais regional ou local.
A apresentação do livro sobre Resende amanhã em S. Martinho de Mouros era de referência incontornável. Um dos temas ficou muito bem resolvido!
Nas questões nacionais não faltava por onde escolher.
Com um Governo que numa altura como esta anuncia cortes nos subsídios por doença, nos de maternidade, dá o dito por não dito nos salários do decimo terceiro e do décimo quarto meses, com o ministro das finanças a desculpar-se como se fosse um comum dos mortais remetendo-se para um simples lapso, haveria pano para mangas. Mas nada que o memorando e a Troika não desculpem.
E ainda havia esta última do anúncio quase às escondidas da proibição das reformas antecipadas. Depois de uma manhã quase tranquila na aprovação do Orçamento Rectificativo ( oh , quanta competência) a falta de frontalidade, o sub reptício, que nada tem a ver com o...memorando...à tarde.
O primeiro impulso para a crónica foi por aí!
Mas , como diz o Povo, não há mal que sempre dure e bem que nunca acabe, ou o contrário. O que voltará a acontecer. O melhor é nem sempre entrar nesse jogo em que parece que nada faz sentido.
Por isso lembrei me de falar de uma avaliação recente que tínhamos feito do Programa Nacional de Desenvolvimento Rural (PRODER), da sua importância nas políticas de coesão da União e com se mantém na Agenda 2020.
E , claro, o que o tinha representado para Resende neste quadro comunitário.
Nada mais elucidativo:
-Até final de 2011, foram aprovadas em Resende 201 candidaturas com um investimento associado de 11,8 milhões de euros e um apoio de 7,0 milhões.
- Apoio à instalação de 79 jovens agricultores , modernização e capacitação de 70 empresas e 26 candidaturas para gestão sustentável do espaço rural, entre outras.
Não faltará quem diminua a importância destas políticas e de outras ou que aponte fragilidades, até porque estamos a falar do mundo rural e de investimento privado.
O importante é nao nos deixarmos capturar por quem afinal quer subtrair antes de fazer o mínimo esforço para resistir e continuar em frente num caminho que há muitos anos sempre tem sido difícil !
Uma Boa Páscoa!

António Borges

Adicionar comentário

Subscreva as Newsletters
Facebook